O que é preciso para ter um sistema de alarme de incêndio eficiente no seu condomínio?

Quanto maior o condomínio maior é a propensão a assaltos e eventuais transtornos. Isso acontece devido ao fluxo de pessoas e veículos, assim como também o uso de diversos meios de segurança, iluminação, vigilância, sistemas de comunicação, entre outros tantos equipamentos.

Uma faísca pode ser o início de um grande incêndio

Um foco de incêndio pode começar, a partir de um curto circuito, descargas elétricas ou qualquer tipo de objeto que gere faíscas. Muitos dos acidentes são imprevisíveis, mas para que os danos sejam menores, existem meios que detectam facilmente esse tipo de incêndio logo no início que são conhecidos como sistemas de alarme de incêndios. Eles proporcionam um atendimento ágil e com grandes chances de controlar qualquer eventual acidente.Esse sistema de alarme nada mais é do que um conjunto de equipamentos eletroeletrônicos que informam a violação do perímetro ou local protegido, através de sinais sonoro visuais.

Equipamento é importante, técnico capacitado ainda mais

Analisar bem um sistema de alarme e a empresa que irá prestar o serviço é primordial para obter os bons resultados de toda essa ação. Não adianta escolher um sistema de alarme super moderno, se o profissional que for instalar não for capacitado para aquela função. Então, a dica é estar atento a um bom profissional experiente, para que assim o equipamento funcione adequadamente.

COMPONENTES IMPRESCINDÍVEIS

# Central de alarme de incêndio

É onde tudo acontece. Todos os dispositivos são conectados por uma central que monitora o sistema e recebe todas as informações. Se for detectado algum sinal de fumaça ou princípio de incêndio, a central enviará comandos que irão ativar as sirenes de alarme de incêndio no local.

# Detector de fumaça

Se houver algum indício de fumaça por menor que seja, esse alarme dispara.

# Detector térmico

Caso ocorra elevação na temperatura ambiente e ela atinja um determinado grau previamente configurado, os detectores emitem sinais de mensagens a central.

# Acionador manual

Manualmente também é possível enviar um sinal de que há incêndios, porém é preciso que esteja disponível e devidamente funcionando para que qualquer pessoa esteja apta a usá-lo em casos de emergências.

# Sinalizador

É muito eficiente, pois ele emite um sinal visual e sonoro, alertando a todos sobre a situação de perigo.