Iluminação de emergência: garantia de segurança

Em 2013, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) publicou a norma NBR 10898, que especifica as formas de utilização e instalação do sistema de iluminação de emergência em edificações e em áreas fechadas sem iluminação natural. Esse sistema tem como função viabilizar a evacuação segura em uma área de risco.

O sistema de iluminação de emergência é obrigatório em escolas, shoppings, hotéis, condomínios residenciais ou comerciais, entre outros locais públicos. De acordo com a norma, a iluminação deve clarear áreas escuras de passagens, horizontais e verticais, ou seja, rotas de saída de edificações e também áreas de trabalho e áreas técnicas de controle de restabelecimento de serviços essenciais. O sistema de iluminação de emergência deve apontar direções, áreas de saída, onde se encontram escadas e obstáculos.

A quantidade de iluminação deve ser suficiente para assegurar a evacuação de pessoas, evitando acidentes, levando em conta a possibilidade da entrada de fumaça nas áreas de risco.

De acordo com a ABNT, o sistema de iluminação de emergência deve:

a) permitir o controle visual das áreas abandonadas para localizar pessoas impedidas de locomover-se;
b) manter a segurança patrimonial para facilitar a localização de estranhos nas áreas de segurança pelo pessoal da intervenção;
c) sinalizar inconfundivelmente as rotas de fuga utilizáveis no momento do abandono do local;
d) sinalizar o topo do prédio para a aviação comercial.

O sistema de iluminação de emergência é de extrema importância diante de situações de risco. Por isso, é importante escolher equipamentos adequados e que estejam dentro das normas. A Extintores Cidade Azul  oferece todo suporte para você ter um sistema de qualidade e que garanta sua segurança.